Profissão Cuidador de Idosos, Direitos e Deveres



Profissão Cuidador de Idosos, saiba mais sobre essa profissão

Com o aumento da qualidade de vida e avanços na medicina, a população em todo o mundo tende a viver por muito mais tempo, por isso, não é a toa de que no final de outubro, o mundo alcançou a marca histórica de sete bilhões de habitantes. Dessa forma, o número de idosos só tende a aumentar, e com ele, a necessidade de pessoas que possam lidar com pessoas que estão com mobilidade mais reduzida, e que merecem cuidados especiais.

Profissão Cuidadora de IdosoEm uma população idosa em constante crescimento, a profissão de cuidador vem sendo cada vez mais solicitada no mercado de trabalho. Especialistas em gerontologia apontam de que se trata de um campo de trabalho muito promissor para os interessados em se profissionalizar e se dedicar. Nas próximas duas décadas, espera-se que sejam necessários mais de 10 milhões de trabalhadores na área.

Formado em grande parte por mulheres, a profissão de cuidador de idosos está classificada como ocupação pelo Ministério do Trabalho pelo código 5162-10, não devendo ser remunerada com o valor inferior ao de um salário mínimo, caso o empregado seja contratado pelo regime CLT, com garantia de todos os direitos dos demais trabalhadores domésticos.

O cuidador de idosos deve zelar pelo bem-estar, alimentação, saúde, higiene pessoal, cultura, educação, lazer e recreação do paciente, o que pode incluir acompanhamento em consultas médicas, bem como atividades corriqueiras, como ajudar a se locomover pela casa, por exemplo.

Muitas pessoas se sentem um pouco culpadas por recorrerem à ajuda de cuidadores de idosos na tarefa de zelarem dos seus pais ou avós. Mas, nesta hora o que vem em primeiro lugar é a qualidade de vida da pessoa idosa ou doente que não tem mais condições de se cuidar sozinho.

Existem muitas situações em que as famílias não têm condições de oferecerem a ajuda de que o idoso ou o doente merecem, como o caso de famílias pequenas onde todos trabalham fora o dia todo, por exemplo.

Dessa forma, um profissional experiente e preparado poderá ser de grande ajuda e importância tanto para o paciente como para a família, que tem sua carga de trabalho reduzida. Isso porque o cuidador possui preparo para reduzir danos à saúde do paciente, bem como para melhorar a sua qualidade de vida.

Assim como qualquer profissão, o cuidador deve passar por diversos cursos e treinamentos para a sua formação, e também buscar atualização e reciclagem profissional constantemente. Porém, se o trabalho envolver administração de medicamentos, ou procedimentos técnicos, o ideal é optar por um profissional de enfermagem.

Isso porque somente um profissional de enfermagem pode aplicar injeções de medicamentos, fazer curativos orientado pelo médico e procedimentos como colher urina direto da bexiga, a chamada cateterização vesical.

Se você deseja contratar um cuidador para o seu ente querido ou deseja trabalhar na área, acesse o site: www.cuidardeidosos.com.br  que oferece dicas e informações gerais sobre essa promissora e importante área profissional.

Fonte: Dr. Márcio Borges, geriatra e consultor em gerontologia



3 Comentários

  1. ita ferreira silva
    ita ferreira silva 03/08/2014 at 8:17 pm

    gostaria de saber todos os cuidados com o idoso o que uma cuidadora tem o dever de fazer para o idoso

  2. Flavio Lopes da Silva
    Flavio Lopes da Silva 29/01/2013 at 9:24 am

    O cuidador deve e pode acompanhar o paciente se por acaso ele for viajar para casa de filhos em outra cidade,esta dentro das normas de trabalho ou só com negociação com o mesmo.aguardo resposta o quanto antes.

  3. maria elena gonçalves
    maria elena gonçalves 29/12/2012 at 7:57 pm

    sou cuidadora de idosos quais são o meus diritos e quanto devo ganhartrabalho 24por24 e agora jà è profissão quais são o meus direito?

Deixe um comentário