A Gastrite – Causa, Sintomas e Tratamento



[ad#banner-300x250]

Mais de 30% (trinta por cento) da população brasileira sofre de gastrite. A causa desta patologia é a infecção pela Helicobacter pylori, uma bactéria que inflama o estômago. Esta doença ocasiona queimação, desconforto, mal-estar e constantes dores no abdômen, e o mais peculiar desta patologia é que, muitas das vezes, a bactéria Helicobacter pylori nem mesmo “dá as caras”.

São diversos os motivos que podem desencadear a gastrite, dentre eles, podemos elencar: o uso e abuso de antiinflamatórios, a alimentação errada ou descompassada, e até mesmo o estresse. Sem dúvida, a rotina estafante e agitada das pessoas, contribui para o aumento do índice da doença, haja vista que, a ansiedade, a angústia e os excessivos afazeres diários, sobrecarregam o sistema nervoso ocasionando um desequilíbrio funcional do organismo.

É salutar, atentar-se aos sintomas desta patologia (gastrite), vez que, o tratamento imediato da gastrite pode evitar que haja uma progressão para úlcera ou câncer gástrico. Os sintomas mais comuns são: a falta de vontade em alimentar-se, dores na barriga e abdômen, perda de peso, regurgitação ou vômito, e, estômago estufado e enjoado.

A bactéria (Helicobacter pylori) é muito resistente e pode ser necessário revezar os antibióticos, pois, este microorganismo (Helicobacter pylori) se aloja abaixo da camada de muco liberando a urease, uma enzima que altera o “pH” gastrointestinal. Portanto, uma forma eficiente de diagnosticar a patologia é a endoscopia, já que, este procedimento médico detecta e identifica o cerne da inflamação na mucosa.

Artigo enviado por Gustavo
Gustavo Spirandelli é advogado, Pós-graduado em Direito Público, Pós-graduado em Desenvolvimento Gerencial / Empresarial, e Especialista/MBA em Marketing e Estratégias de Comunicação. Contato – spirandelliblog@hotmail.com



Deixe um comentário